05-01-17

Um breve manual de como conduzir um oral-encharca-calcinha

Laís Montagnana

image

Sexo não se resume a penetração. É de um falocentrismo gigante assumir que uma relação sexual consiste apenas nesse momento. Sexo começa bem antes. As tais das preliminares fazem a diferença no rolê, afinal, uma mulher bem lubrificada, se tiver vontade, topa todas as aventuras sexuais que passarem pela sua cabeça. Os apressadinhos que pulam essa etapa tão importante não devem manjar disso, ou talvez tenham medo de perder a ereção, ou apresentam algum outro motivo injustificável, porque não há desculpas para homens não-chupadores! Pra dar uma forcinha aos cavalheiros a deixar esse momento *mágico* e fazer uma performance maneira, segue aqui um breve manual de como conduzir um oral-encharca-calcinha:

1- Preliminar da preliminar.
Antes de cair de boca na garota, aproveite a vista e sinta a paisagem. Use as mãos, explore o corpo da gata, tasque uns beijos beeem gostosos, molhados e demorados. Faça que nem o Mc Brinquedo ensinou: “roça o piru nela, que ela gosta”. Esse é o momento de atiçar a sua parceira e deixá-la no mood “tá toda se querendo”.

2- S a l i v a.
Senhor, abençoa e multiplica esse lubrificante natural do ser humano capaz de operar milagres. Vamos combinar uma coisa? Língua dura e secona direto no clitóris não dá! Tem que usar toda a extensão da língua, molinha, molhada e lamber não só o clitóris.

3- O segredo está na suavidade.
Meça a força do seu oral, parça. Nossa buceta é sensível, então, na dúvida sobre qual intensidade aplicar, aposte numa pegada mais suave e fique sussa porque, se a mina estiver curtindo mas quiser algo mais hardcore, ela mesma vai se encarregar de dar uma pressãozinha maior na sua cabeça contra a pepeca dela ou aplicar uma clássica chave de xota.

4- Fique atento aos feedbacks dela.
O maior segredo para fazer um oral com sucesso é observar as reações dela. Persista nos movimentos que você está vendo claramente que estão dando prazer a ela, e mude de tática quando ela ficar muito tempo parada ou der umas “esquivadas”. Também facilita o job sempre perguntar o que ela curte.

5- O dedo também é seu amiguinho.

Os dedinhos, os dedinhos! Onde estão? Aqui estão! Então use-os ao seu favor! Pode ser um vibrador também (viu só, dildo não é seu inimigo!), o importante é dar aquela lubrificada no instrumento antes de colocá-lo em cena.

6- Oscile a velocidade e movimentos.
Sem língua preguiçosa! Você não curte aquela alternância de movimentos quando tá recebendo um boquete? O mesmo é válido pra nós também.

7- Segura o “vai gozar?”
“Já chegou? Tá chegando? Falta muito?”. Não banque a criança ansiosa pra chegar à praia e evite ficar perguntando de 5 em 5 minutos se a mina vai gozar. Isso não é legal, não funciona como um incentivo e não agiliza o processo. Quando ela gozar, você vai perceber.

8- Supere câimbra na língua.
Quando você acha que ela está chegando lá, na real, deve estar na metade do caminho. Se você quiser fazer a mina gozar na sua boca, vai ter que comer muito danoninho sem colher pra aguentar o rolê com vitalidade.

9- Saiba esperar pelo grand finale.
Um oral bem feito só acaba quando a mina te puxa para cima. Se você quiser dar prazer pra gata sempre lembre-se disso: você tá com a língua lá embaixo, mas quem tá no comando da situação é ela.

09:43 Gepost door Rudoris | Commentaren (0) |  Print

De commentaren zijn gesloten.